O que liderança tem a ver com caminhar na praia?

O que liderança tem a ver com caminhar na praia?


Para este texto nascer, decidi caminhar pelo calçadão da praia antes. Quis conversar sobre criatividade e, a meu ver, não adiantaria me encaixotar em artigos, definições e conteúdos técnicos sobre o tema, tão quadrados à tela do computador, para falar de algo tão individual e ao mesmo tempo tão universal a qualquer um que se considere gente que sente. Quis sentir antes o vento no rosto e buscar entre o movimento dos que passavam, indo e voltando por mim, o meu próprio para falar deste tema. Afinal, criatividade é basicamente sobre isso: saber tratar uma necessidade.

Preparar uma comida diferente, se declarar para quem tem interesse, perseverar apesar da mentira e rir de si mesmo envolve ser criativo no mesmo ritmo que conduzir uma entrevista de desligamento ou não reduzir um treinamento de equipe a uma simples aula. Concordo sim que a criatividade é bem mais fácil de enxergar em telas bonitas ou em produtos ergonômicos. Porém, antes disso, a criatividade começa pela forma como olhamos a nós mesmos. 

Antes que argumente, não, não é psicologizar demais a coisa. Essa autoconsciência repercute na maneira como conduzimos nossos projetos e na nossa forma de trabalhar. Falo de o quanto alimentamos nossa curiosidade, se nos perdoamos pelo erro e como mantemos nossa persistência. São as tais soft skills, competências emocionais que perpassam por toda e qualquer ação humana: o produzir, o vender, o consumir e o aproveitar. O desafio de todo líder é encontrar meios de cultivá-las. Alinhar este quarteto fantástico com equilíbrio já é o de todos nós.  

Sobre o assunto da criatividade no mundo corporativo, Andréa Salsa, que compõe nosso time de consultores associados, comenta que “durante muitos anos, fomos levados a acreditar que somente um seleto grupo de pessoas poderia acionar a criatividade”. E de fato, por um longo período da história as formas mais requintadas, por assim dizer, de expressão das necessidades humanas eram propriedade exclusiva da nobreza e da burguesia – o teatro, a poesia, a pintura, a música. Hoje sabemos que a criatividade vai além das artes e do estético, que pode ser encaixada ao nosso dia a dia e que “é algo que se fomenta”, completa Andrea.

O como disso é que intriga e tem fritado muito neurônio por aí. Há várias pesquisas, livros, workshops e departamentos empresariais inteiros dedicados ao ‘como ser mais criativo’. Tem quem até se desespere para aflorar a criatividade o mais rápido e da forma mais eficiente possível. E até entendo; temos metas, temos prazos, contas e muita vontade em meio a incertezas.

Para lidar com tudo isso precisamos enxergar a criatividade como experimentação, um “poder ser” e não como o resultado. É preciso se observar com franqueza em meio às características e caos do ambiente. É o que permite aproveitar com inteligência as pistas e brechas que ele nos dá.Por exemplo, no calçadão da praia as pessoas podem seguir apenas passando, sem muito destaque, ou se esbarrarem umas nas outras pela distração, pressa ou rotina. Numa empresa isso também pode acontecer, seja pela via do adoecimento ou da desmotivação.

Caminhar na praia é uma questão de perfil, e se há gosto o exercício fica mais agradável. Com o trabalhar também. O líder é criativo quando compreende o ritmo de seus liderados, e usa seu arsenal interno de comunicação e desenvolvimento corporativo para não só aproveitar (com eles!) dias ensolarados como também não permitir (por eles!) que a maresia contagie durante a caminhada da vez.

Thiago Barbosa tem caminhado um bocado por aí. Consultor Associado e Redator da Lince.  @psicologothiagob

Conteúdo relacionado

Lince completa 11 anos

Lince completa 11 anos

08/12/2019

Hoje a Lince completa onze anos de vida!

Amadurecemos muito até aqui. [...]

Leia mais

O que é humanização corporativa?

O que é humanização corporativa?

28/11/2019

Muito tem se falado sobre as atuais estratégias de mercado. A lógica de consumo, a forma [...]

Leia mais

03 dicas valiosas para uma entrevista de trabalho inesquecível

03 dicas valiosas para uma entrevista de trabalho inesquecível

09/10/2019

Todos nós queremos ser lembrados, é natural. A lembrança é uma forma de eternizar algo ou [...]

Leia mais

05 dicas de portais on-line para o seu amadurecimento

05 dicas de portais on-line para o seu amadurecimento

10/01/2020

Vivemos numa era de muito conteudismo. Isso nos dificulta filtrar o que é urgente do que é [...]

Leia mais

A comunicação ainda é a base, acredite

A comunicação ainda é a base, acredite

09/12/2019

Não adianta, aonde formos nossa história irá junto. Pesada ou surpreendente, monótona ou ainda no rascunho. Não tem [...]

Leia mais